Quais as melhores notas da escala musical para fazer improvisações?

Na aula de hoje iremos dar alguns exemplos de quais as melhores notas da escala musical para fazer improvisações.Quando pensamos em fazer uma improvisação logo vem em mente as escalas seja ela de qual modelo for,diatônica,penta-tônica,penta-blues,escalas de tons inteiros e assim vai.A melhor maneira de começar a improvisar é primeiro pensar nos INTERVALOS porque tudo que se faz em música seja ela música clássica ou popular é baseada nos intervalos musicais.

Veja,para fazermos uma harmonização usamos intervalos,para montar uma escala usamos intervalos,quer dizer, se antes de qualquer coisa a pessoa que estar iniciando e gosta de fazer improvisação,usar sempre os intervalos ao invés de ficar tocando escalas para cima e para baixo,a sua evolução nesta linguagem musical se desenvolverá muito rápido.

Como usar a notas do acorde para fazer as improvisações?

Vamos pegar a escala de Do Maior  Do – Re – Mi – Fá – Sol – Lá – Si – através dela vamos montar o acode de Do Com sétima maior = C7M, para este acorde iremos usar as notas, Do – Mi – Sol – Si – veja que estamos usando intervalos de TERÇAS sobre postas entre uma nota e outra para construirmos este acorde.Estas quatro notas são as melhores notas para criar as nossas improvisações encima deste acorde C7M e esta regra vale para qualquer outro acorde seja ele MAIOR OU MENOR.

Uma técnica muito interessante para aprender improvisar é GRAVAR  o acorde colocar para tocar e ficar improvisando encima deste acode com as QUATRO NOTAS DO MESMO.A sequência das notas deste acorde C7M é Do,Mi,Sol,Si, mais precisamos fazer uma observação importante.Não grave o acorde e fique tocando a sequência como estar acima,o tempo todo,porque cairíamos na mesma armadilha das escalas de ficar tocando para cima e para baixo todo o tempo e achando que estamos improvisando.

Para desenvolver a uma boa técnica de improvisação,devemos ficar invertendo a ordens das notas do acorde.Vamos a um exemplo: gravei o acorde C7M, coloco para tocar e começo improvisar com as notas deste acorde, tocando, Do, Mi , Sol, Si, em seguida toco Mi,Do,Sol,Si, depois toco Sol,Mi,Si,Do, e assim iremos fazendo as combinações com estas quatro notas musicais do acorde.

Podemos usar as outras notas da escala além destas QUARTOS?

Não só podemos como devemos usar também as outras notas da escala.Estas outras notas deverão serem usadas como complemento e de passagem e ficando sempre o apoio em uma das QUATRO NOTAS  do ACORDE.Posso tocar Do,Sol,Si,(lá) Sol, e apoiar na nota Do.Veja que usei a nota Lá apenas para fazer uma passagem.Acontece que pode surgir a pergunta.Se eu gravar o acorde de DO MAIR e tocar a escala de DO Maior não dará certo também? A resposta é Sim! Dar certo,mas como dissemos antes as melhores notas em uma improvisação são as notas do próprio acorde e podemos utilizar as demais notas como complemento a nossa improvisação.Quero informar que esta técnica não é a única maneira de fazer improvisações no violão ou em qualquer outro instrumento musical, e sim uma forma de começar o aprendizado nesta linguagem musical.Ainda falaremos muito sobre técnicas de improvisações aqui no blog.

Agora vamos a um exemplo prático do que dissemos no texto acima.

Tocando a escala de Do maior: vamos usar o sistema numérico que aprendemos aqui no blog,e caso ainda não saiba como tocar usando as numerações,clique aqui

Escala Do Maior:  53 – 40 – 42 – 43 – 30 – 32 – 20 – 21 – 20 – 32 – 30 – 43 – 42 – 40 –  volte ao início.

Acorde Do Maior = C7M // notas do acorde = 53 – 42 – 30 – 20 – ou notas presas  53 – 42 – 45 – 34 // estas nota podem ser tocadas em qualquer lugar do braço do violão.

Exemplo 1 = Vamos simular algumas improvisações com as notas do acorde. 53 – 42 – 34 – 45 – 42 – volta ao 53 –

Exemplo 2 = 45 – 42 – 34 – 45 – 42 – 53

Exemplo 3 = 34 – 42 – 45 – 42 – 53

Agora vamos fazer uma simulação adicionando outras notas da escala.

Exemplo 1 = 53 – 45 – (43) – 42 – 34 – 45 – 53

Exemplo 2 = 34 – 42 – 45 – (32) – 45 – 42 – 53

Fizemos estes exemplos e agora você deve criar vários outros.Somente para relembrar que é de suma importância que grave o acorde coloque para tocar e improvise encima do mesmo.Esta idéia pode ser trabalhada em qualquer acorde,seja ele maior ou menor ou mesmo diminuto.Basta saber a escala de cada acorde e as notas correspondentes ao mesmo.

Vamos tocar estes exemplos acima.Também deva observar se o violão estar afinado para tocar os exercícios propostos.

Clique no Play abaixo para ouvir a gravação.

Se você gostou desta aula compartilhe com os seus amigos e também nas redes sociais.

Nunca deixe os seus sonhos para depois!

Atenciosamente,

Professor: José Conceição

Caso haja alguma dúvida,envie uma mensagem pelo formulário deste blog.Clique aqui

 

Deixe o seu e-mail para receber as nossas atualizações.Por favor não esqueça de confirmar em seu correio eletrônico.

admin

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *